Energia Reativa Excedente: Como Solucionar

Energia Reativa Excedente: Como Solucionar

Caso você tenha recebido uma notificação de energia reativa excedente, ou outras denominações para energia reativa por parte da distribuidora, você terá até 90 dias para corrigir este problema em suas instalações.


Caso tenha percebido este valor cobrado em sua fatura, você pode estar jogando dinheiro fora.


Vamos abaixo falar o que é a energia reativa excedente, o que explica a multa aplicada pela distribuidora e como você corrigir essa despesa.

baixar-ebook-mercado-livre-energia

O que é a Energia Reativa?

São dois componentes necessários para o funcionamento de equipamentos, transformadores e motores: a energia ativa e a energia reativa.

A energia ativa é aquela medida em kWh e é a energia que realmente executa trabalho. Já a energia reativa é medida em kVArh e é a componente da energia elétrica que não realiza trabalho, mas é consumida por equipamentos com a finalidade de formar os campos eletromagnéticos para o correto funcionamento de todo o sistema.

Por que a energia reativa é necessária?

A energia reativa é necessária para compor o total de energia consumida para o bom funcionamento dos motores, transformadores e reatores de lâmpadas. Esta energia é necessária para magnetizar as bobinas dos equipamentos.

Mesmo sendo necessária, a energia reativa deve ser utilizada em um montante mínimo, pois a sobrecarga desta energia irá causar perdas por aquecimento e queda de tensão.

Desta forma, caso o seu consumo de energia reativa esteja acima dos limites estabelecidos pela ANEEL, sua empresa estará sujeita a pagamentos de multa, pois a utilização inadequada desta energia irá acarretar maiores custos para o sistema.

O fator de potência mínimo exigido pela Aneel é de 0,92. Este índice mostra qual o percentual de energia ativa e reativa que o seu sistema de consumo deveria ter.

Os montantes de energia elétrica e demanda de potência reativas que excederem o limite permitido, serão adicionados ao faturamento regular considerando a equação e as condições definidas na legislação vigente aplicável, em especial na Seção IV do Capítulo VIII da Resolução Normativa ANEEL nº 414/2010.

A manutenção sai sempre mais barata que a correção

Alguns impactos ao seu sistema de consumo de energia acontecem quando o fator de potência não está adequado.


Citamos como exemplo, o desgaste prematuro de equipamentos, aumento das perdas elétricas na distribuição, queda de tensão e aplicação multas na sua conta de energia.

A solução, caso o seu consumo já esteja sendo majorado com o valor de multa por energia reativa excedente é trabalhar com banco de capacitores próximos a entrada de energia do estabelecimento.

É possível dizer que este equipamento fará a compensação da energia reativa, trazendo o fator de potência para o ideal de 0,92 e, portanto, dentro dos parâmetros estabelecidos pela Aneel.

O investimento para adequar o sistema de consumo através de banco de capacitores geralmente tem retorno em poucos meses.

Ou seja, quanto antes você realizar a correção, mais cedo irá se livrar dessa multa, transformando uma despesa recorrente em investimento.

Transformadores e motores trabalhando em vazio ou superdimensionados e grande quantidade de motores de pequena potência e lâmpadas que necessitam de auxílio de reatores são os principais equipamentos que contribuem para baixo fator de potência.

O correto dimensionamento do banco de capacitores deve ser realizado através da análise das faturas de energia da sua empresa/indústria e também através de visitas técnicas, onde será possível verificar as instalações atuais e quais são as necessidades de melhorias.

Caso em sua fatura esteja sendo cobrada esta despesa maior, fale com a gente pois temos a solução.

Lembre-se que, enquanto não houver a correção, a sua unidade consumidora continuará a pagar multa para a concessionária. Faça as contas de quanto você já pagou de multa por esse descasamento de fator de potencia e verá que é um custo bastante significativo.

E o problema de pagar multa é sempre o mesmo, esse dinheiro nunca volta para alguma área produtiva da empresa.

baixar-ebook-mercado-livre-energia