Perguntas Frequentes

Página Inicial     >     Perguntas Frequentes

      O Mercado Livre de Energia se diferencia do mercado regulado pois possibilita aos agentes transacionarem montantes de energia elétrica em transações livres. Participam deste mercado, os geradores, os consumidores e os comercializadores de energia.Qualquer agente pode transacionar com outro através do Mercado Livre de Energia.
      Neste mercado, podem negociar livremente todas as condições comerciais, como fornecedor, preço, quantidade contratada, período de suprimento e condições de pagamento, entre outras condições.
      Qualquer unidade consumidora de energia elétrica que tenha demanda contratada acima de 500Kw já pode transacionar no Mercado Livre de Energia.
      Os consumidores se dividem em dois grupos: Livres e Especiais. Os livres são aqueles com demanda contratada superior a 3.000 kw e podem comprar energia de qualquer fonte. Os chamados Especiais são aqueles com demanda entre 500kw e 3000kw. Para esses, a energia deve ser de fonte incenticada, tipo eólica, solar, biomassa e PCHs.
      Todo consumidor de energia incentivada tem descontos nas tarifas de distribuição da concessionária, sendo bastante vantajoso para diminuir os custos totais com energia elétrica.
      Além disso, é possível juntar demandas contratadas de um mesmo CNPJ para chegar ao valor mínimo de 500kw e, assim, se tornar um consumidor livre. Por exemplo, uma rede de supermercados que tenha 10 unidades com demanda contratada de 50kw cada, pode juntar suas cargas para se tornar um consumidor livre do tipo especial.
      Os consumidores livres, que tem demanda contratada acima de 3000kw podem comprar energia de qualquer fonte, porém o mais comum é contratar energia do tipo convencional, que são aquelas de hidrelétricas, termoelétricas, por exemplo.
      No caso do consumidor especial, deve-se comprar energia do tipo incentivada, que são de fontes alternativas como eólicas, solar, biomassa e pchs.
      A energia de fonte incentivada, é uma energia limpa e por isso, tem um incentivo de uso e de geração, gerando descontos na fatura da concessionária. Este fato torna ainda mais competitivos os custos em relação ao mercado regulado.
      As vantagens estão na gestão de custos propiciadas pelo Mercado Livre de Energia. Neste mercado, não há incidência de bandeiras que adicionam valores à conta final, bem como não existe diferença de preços para energia utilizada em períodos de Ponta e de Fora Ponta, ou seja, o preço negociado é a certeza do valor a ser pago.
      Ainda, os preços de energia são conhecidos pelo consumidor pois negociam de forma bilateral com o gerador ou com o comercializador. Desta forma, evita-se surpresa de aumentos repentinos de custo com energia elétrica, como ocorreu em 2014 e 2015.
O fato de ser um consumidor livre de energia não retira a responsabilidade da concessionária local de manter as ligações à sua indústria 24/7.
Uma das etapas da migração ao Mercado Livre de Energia refere-se à assinatura de contrato de conexão e distribuição com a concessionária. Ou seja, em termos físicos, nada muda para o consumidor. O que muda é a relação contratual de compra de energia a preços livremente negociados.

O Mercado de Curto Prazo (MCP) refere-se à liquidação das diferenças de balanço energético entre os agentes.
Caso a sua empresa compre mais energia do que utiliza em um determinado mês, essa sobra será liquidada ao chamado PLD (preço de liquidação das diferenças). Porém, essa liquidação é facultativa ao consumidor, visto que existe a possibilidade de venda desse excedente de energia para um agente comercializador.
Em muitos casos, é possível ainda ter um prêmio em relação ao preço PLD, tornando ainda mais vantajoso vender a energia excedente do que deixar liquidar na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

Os consumidores que desejam ingressar no Mercado Livre de Energia devem realizar alguns procedimentos que elencamos abaixo:

1. Enviar carta denúncia à concessionária para que o contrato de distribuição não seja renovado;
2. Adequar o sistema de medição para faturamento (SMF);
3. Associar-se à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE);
4. Realizar a compra de energia no Mercado Livre.

Existem outros passos importantes, como a modulação da carga, contratar os termos de distribuição com a concessionária e outras atividades.
A Inter Energia faz todo esse processo em nome de sua empresa. Existimos para facilitar todos esses passos e otimizar os custos referentes à energia elétrica da sua empresa.

Contatos

Av. Paulista, 171, 4°Andar

São Paulo – SP

CEP: 01311-904

contato@interenergia.com.br

Tel: 011-4116-5115

Entre em Contato

Entre em contato conosco, tire suas dúvidas, estamos a disposição para lhe atender.

Inter Energia © 2019. Todos os direitos reservados.

Desenvolvimento feita pela Agência Savvy