Reajuste Celesc 2017

Reajuste Celesc 2017

 ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) divulgou em 15/08/2017 o reajuste de tarifas para a concessionária CELESC que entra em vigor a partir de 22/08/2017.

O efeito médio para os consumidores da região atendida pela distribuidora é de aumento de 7,85%, sendo 7,77% de aumento para Alta Tensão e 7,90% de Baixa Tensão.

A Celesc informa em seu comunicado que a parte mais significativa na elevação das tarifas foi relativo às despesas de transmissão, que sofreu um aumento de 126,6% no período.

A experiencia da Inter Energia mostra que os custos de energia de ponta e fora ponta para os consumidores da Celesc são um dos mais altos de todas as concessionárias, sendo que atualmente (agosto/2017), a região atendida pela Celesc apresenta uma grande oportunidade de redução de custos através do mercado livre de energia.

Consumidores Celesc no Mercado Livre de Energia

Abaixo fizemos uma simulação de custos no Mercado Cativo com referencia às tarifas da Celesc contra o Mercado livre de Energia com preço de energia livre a R$ 300,00, R$ 270,00 e R$250,00 a fim de examinarmos se haveria possibilidade de redução de custos com a migração ao Mercado Livre.

Para efeito de simulação, utilizamos um valor de consumo e demanda típico de um consumidor especial no mercado livre de energia, lembrando que a energia a ser utilizada deve ser proveniente de fontes alternativas de geração, a chamada energia incentivada.

Os valores acima calculados são uma estimativa com base nos preços praticados no Mercado Livre e as tarifas da Celesc para 2017. Perfil de consumo e preços de energia livre modificam os resultados.

Conforme pode ser visto, existe uma grande atratividade de migração para o Mercado livre de Energia para os consumidores potencialmente livres que estejam conectados à Celesc. Além disso sua empresa pode ter previsibilidade de custos evitando assim aumentos na conta de energia além do orçamento ou com bandeiras tarifárias.