Vantagens e Desvantagens do Mercado Livre de Energia

Vantagens e Desvantagens do Mercado Livre de Energia

O Mercado Livre de Energia possui um alto potencial de redução de custos com energia, uma vez que a empresa passa a ser detentora das estratégias de compra e consumo de energia que podem propiciar tanto ganhos contra o mercado regulado, com tarifas determinadas pela Aneel e pelo perfil da distribuidora, como contra o concorrente.

baixar-ebook-mercado-livre-energia

Para empresas eletro-intensivas, esta faculdade de negociar livremente a energia pode ter vantagens e desvantagens, que vamos discutir a seguir.

Empresa dona da estratégia de compra de energia

A partir do momento em que a empresa passa a realizar a compra de energia elétrica livremente, esta passa a ter os benefícios bem como passa a ter de administrar os riscos envolvidos nesta tomada de decisão.

No mercado cativo a contratação e, portanto, o preço e montante de energia são negociados pela concessionária “em nome” da empresa, visto que essa pagará o valor determinado pela Aneel para todos os consumidores do mercado regulado. Desta forma, a compra realizada de forma simplificada que ocorre com o pagamento de uma única fatura pode ter seu “preço” cobrado, que é pagar muito mais do que poderia ou muito mais que o concorrente, que terá custos de produção mais baratos que sua empresa.

Vantagem: livre negociação

Apenas os consumidores livres podem negociar os preços da energia, situação esta que é impossibilitada a qualquer outro agente que esteja consumindo energia elétrica no mercado cativo. Se bem utilizada a ferramenta de negociação, o custo da energia livre pode ser bastante mais atrativa que o preço do mercado regulado, gerando competitividade àqueles que souberem aproveitar bons momentos de compra de energia.

Desvantagem: exposição à preços voláteis

Uma pergunta que sempre ouvimos em nossas interações é se o preço de energia no mercado livre de energia é mais barato que o mercado cativo; o que não é verdade de forma constante.

Ou seja, mesmo que no longo prazo, a energia no mercado livre tem se mostrado muito mais vantajosa que no mercado cativo, existe a possibilidade de que o valor seja desvantajoso em relação ao cativo em momentos de estresse de geração ou de alta demanda do setor.

Porém, o segredo neste ponto é saber criar uma estratégia de compra que leve em consideração pontos de gatilhos de compra/venda conforme alguns indicativos de preços sejam atingidos. Caso o valor de energia livre esteja muito atrativo, recomenda-se realizar uma compra futura de longo prazo, tirando qualquer risco de oscilação de preços que possam prejudicar a lucratividade da indústria.

Vantagem: controle de custos

Somente no mercado livre de energia é possível ter controle de custos, sabendo exatamente o valor que será pago pela energia durante o tempo de contrato firmado.

Dado que o consumidor agora atua no mercado livre de energia, as alterações de tarifas de energia da Aneel não surtirão efeito, visto que o contrato de suprimento de energia já foi realizado com um gerador ou comercializador de energia. No caso das tarifas de distribuição, seja o consumidor livre ou cativo, estas serão aplicadas da mesma forma, visto que o consumidor livre tem a prerrogativa de negociar apenas a parte de energia, mas continuará pagando e recebendo pelos serviços de distribuição.

Desvantagem: montantes de energia contratados maiores ou menores que o consumo

Podemos chamar uma desvantagem do mercado livre de energia o volume de energia a ser contratado pelo consumidor, que será um montante referente a projeções e seu perfil de consumo, podendo gerar sobras ou faltas de energia que não existem no mercado regulado. Isso porque o consumidor passa a ser responsável pela determinação do volume de energia que será contratado e pelo seu consumo. Como uma indústria pode sofrer diferenças de volume de produção, o consumidor pode ficar exposto em alguns momentos a preços de energia mais caros na reposição de energia consumida maior que o contratado.

Porém, esta desvantagem pode ser minimizada contratando-se montantes flexíveis de energia, além de sazonalidade durante o ano, garantindo assim que o consumo de energia se encaixe no total do contrato.

Mas…nem sempre esta exposição é uma desvantagem. O que pode parecer um risco, pode ser, em alguns momentos, bastante oportuno, como veremos a seguir.

Vantagem: possibilidade de venda de energia elétrica

Em momentos de alto preço de geração de energia no país, aqueles que detém sobras contratuais de energia podem ter grandes benefícios, vendendo excedentes a preços de mercado que podem ser muito maiores que o preço pago em contrato de compra. Há casos de empresas que lucraram mais vendendo a energia excedente do que em sua atividade principal em alguns períodos.

Veja, apenas consumidores livres ou especiais tem direito a negociar excedentes de energia, ao passo que ao consumidor cativo não existe essa possibilidade.

Caso a empresa tenha um bom gerenciamento deste insumo, nos momentos de grande alta de valores de energia, é possível realizar manutenção de equipamentos e paradas programadas que reduzam o consumo nos meses em que for possível auferir “lucro” sobre o custo de energia livre.

Vantagem: compra de energia no perfil do consumidor

Mesmo havendo algumas preocupações que se deve ter em relação à energia elétrica quando se está atuando no mercado livre de energia, uma gestão ativa destes contratos, com constante monitoramento de consumo, preços e condições de contratação podem significar um grande salto na lucratividade da indústria. Situação bastante diferente do mercado regulado, onde sua empresa não tem muitas alternativas.

Seja sua empresa com perfil conservador ou mais arrojado, é possível ter grandes economias no custo de aquisição de energia elétrica, podendo impactar positivamente nos resultados de lucro da organização.

Apenas empresas no mercado livre de energia podem adequar produtos e condições de compra que se enquadrem no perfil de risco desejado, além de ser possível que a empresa garanta o consumo de 100% de energia renovável.

 Faça Simulações

Antes da migração ao mercado livre de energia, é importante realizar simulações e verificar o impacto de cada decisão tomada, sem negligenciar os riscos e as oportunidades que surgem.

Como qualquer outro insumo de livre negociação, é preciso ter disciplina para acompanhar preços e mudanças de cenários.

Ao migrar para o Mercado Livre de Energia, sua empresa passará a ter a energia elétrica como um ativo que deve ser gerenciado, e que pode trazer grandes oportunidades, mas que naturalmente traz a responsabilidade de ter uma gestão mais detalhada sobre os processos de compra e consumo. Veja aqui alguns mitos do mercado livre!

Entre em contato com a Inter Energia e vamos conversar mais sobre as vantagens e desvantagens da sua empresa no Mercado Livre de Energia.

baixar-ebook-mercado-livre-energia
contato-interenergia