Reajuste Tarifário Eletropaulo Energia –2018

Reajuste Tarifário Eletropaulo Energia –2018

Aneel aprovou reajuste tarifário para os consumidores ligados à Eletropaulo em julho, sendo o reajuste médio em 15,08% para residencias e 17,67% para empresas

Se para as pessoas físicas este aumento é expressivo, ainda mais é para empresas, pois boa parte dos custos de produção se dão em energia elétrica.

Será que no ano passado, quando você e o time do financeiro estavam fazendo o orçamento para o novo ano de produção, foi previsto aumento tão expressivo?

Vale lembrar que ainda sobre as tarifas já majoradas, ainda incidem as bandeiras tarifárias, que podem chegar a elevar o preço da energia elétrica em R$ 50,00 por MWh consumido.

Na sua residencia, não há muito o que fazer além de tentar baixar o consumo ou tentar produzir a sua própria energia.

Mas para as empresas que tem opção de fazer o gerenciamento de custos de energia, ainda tem uma boa oportunidade, que é o chamado Mercado Livre de Energia.

Veja que o custo de não ter gestão sobre os preços de energia é bastante elevado. Uma vez que a Aneel aprovou reajuste tão acima da inflação, não há muito o que fazer além de tentar se adequar ao aumento.

As empresas que já atuam no mercado livre de energia, e que tem um gerenciamento próximo deste insumo em sua produção, o impacto deste aumento nas tarifas da Eletropaulo é muito mais baixo.

Portanto, aquelas empresas que tem oportunidade de acessar o Mercado Livre de Energia precisam entender que, ao não exercer esta opção de compra de energia, irá certamente incorrer em custos maiores por ter optado de deixar a gestão de energia da empresa com o Governo.

Se a sua empresa tem demanda contratada acima de 500KW, você pode sair do mercado regulado e acessar o mercado livre de energia. Assim, poderá ter fortes reduções de custos, além de ser detentor da estratégia de energia da empresa, sem estar sujeito às oscilações determinadas pela Aneel no Mercado regulado.

Vale a pena migrar para o Mercado Livre?

Abaixo fizemos uma simulação de custos no Mercado Cativo contra o Mercado livre de Energia com preço de energia livre a R$280,00/MWh (totalmente possível dentro do Mercado livre de Energia) a fim de examinarmos se haveria possibilidade de redução de custos com a migração ao Mercado Livre. Os resultados estão abaixo:

Simulamos uma empresa que possua demanda de 500 KW, com consumo ponta de 20.000 KWh e consumo fora ponta de 200.000KWh.

É possível ter uma economia entre 3,5 Mil reais/mês, nos meses de bandeira verde, até 17 mil reais por mês. No ano, entre 42 e 214 mil Reais.

É muito dinheiro.

Por isso que se sua empresa ainda não está no Mercado Livre de Energia, mesmo tendo a possibilidade de entrar, corra para garantir bons preços e a melhor gestão de sua empresa.

No longo prazo, o resultado financeiro das suas ações será muito melhor do que deixar para o Governo definir quanto de energia elétrica a sua empresa terá que pagar.